physiotherapy-2133286_640

Para quem pensa em como emagrecer mais rápido depois da cirurgia, os exercícios físicos são indicados e podem trazer muitos benefícios aos pacientes.

A prática da atividade física acelera o processo de emagrecimento, o ganho de massa magra (músculo), reduz a flacidez, melhora o condicionamento físico, o desempenho cardiorrespiratório, o fortalecimento dos ossos e o ganho de disposição.

Entretanto, é muito importante que o paciente não comece a praticar atividades físicas por conta própria. Além do acompanhamento médico, o ideal é ter o acompanhamento de educador físico ou fisioterapeuta.

A avaliação fisioterapêutica é muito importante para o paciente bariátrico porque ela ajudará, por exemplo, a iniciar um tratamento para auxiliar a redução de limitações físicas resultantes do excesso de peso anterior à cirurgia como dores, diminuição de força muscular, alterações posturais e encurtamentos musculares. A fisioterapia também contribui para aumentar a força dos músculos respiratórios, melhorando a função pulmonar a partir da entrada do volume correto de ar.

Um grande número de pacientes apresenta flacidez da pele depois da cirurgia e dependendo de alguns fatores como idade e o tempo que permaneceu obeso, pode ser recomendada a fisioterapia dermato funcional (estética).

Em geral, são recomendáveis caminhadas leves de 15 minutos, em média, nas primeiras semanas após a cirurgia bariátrica. Depois de um mês, desde que haja o consentimento médico e a orientação de um fisioterapeuta, é possível fazer musculação e exercícios aeróbicos, que ajudam a fortalecer os músculos e a melhorar a circulação e respiração. O mais importante é evoluir a modalidade de exercício de acordo com a capacidade do paciente.