lose-weight-1968908_640

Após a cirurgia bariátrica ou qualquer perda substancial de peso, às vezes são necessárias várias cirurgias plásticas para remodelar o corpo e eliminar o excesso de pele.  Porém, o ideal é que isso só ocorra a estabilização do peso pós-bariátrica, o que normalmente acontece em até dois anos depois da cirurgia.

A cirurgia plástica reparadora auxilia a recuperação do paciente e contribui para que os resultados da gastroplastia sejam mais efetivos. Além disso, elimina possíveis problemas posturais e de equilíbrio que o excesso de pele resultante da bariátrica possa ocasionar.

Para isso, antes de começar o processo cirúrgico de reparação do contorno corporal, o cirurgião plástico deve trabalhar em estreita colaboração com cirurgião bariátrico e com a equipe multidisciplinar não só para avaliar o estado geral de saúde do paciente e todas as condições pré-existentes ou fatores de risco, mas também para auxiliar o paciente a entender a sua nova constituição física.

A abdominoplastia ou dermolipectomia para a retirada de um “avental” de pele sobre o abdômen, é tipo de cirurgia plástica reparadora mais recorrente. Porém, a mamoplastia, a lipoaspiração e até o lifting facial também são outros procedimentos possíveis.  

O tipo de pele e as características hereditárias podem influenciar no resultado final da cirurgia plástica pós-bariátrica e apesar de ser possível observar as mudanças da correção corpórea quase que imediatamente, os resultados finais dos procedimentos podem levar até dois anos para que apareçam completamente.