instituto-garrido-acima-do-peso-gravidez

Como é a relação entre a obesidade, a fertilidade feminina e a bariátrica?

A obesidade pode prejudicar a fertilidade feminina porque interfere no ciclo hormonal da mulher. O excesso de peso faz com que a mulher não ovule, limitando a função reprodutiva e diminuindo assim as chances de que uma gravidez aconteça.

Além da disfunção hormonal, o excesso de peso também traz dificuldades para a fertilidade , diabetes, a síndrome dos ovários policísticos e até mesmo a hipertensão.

Recomendações

Para mulheres que desejam engravidar, a recomendação é que primeiro façam uma consulta médica, passe por uma avaliação clínica para entender como está a saúde e, assim, comece um processo para eliminar o peso, para ter uma gravidez com saúde e sem riscos.

Durante gestação, quando a mulher está acima do peso, aumenta o risco de aborto espontâneo, hipertensão, pré-eclâmpsia, diabetes gestacional, infecções e trombose.

A cirurgia bariátrica

A bariátrica é uma solução para mulheres que encontram muita dificuldade para perder peso e querem engravidar. Porém, todo o processo precisa ser planejado junto a um médico especialista.

Há um tempo a ser respeitado. É preciso aguardar o período necessário após a cirurgia para a recuperação, mudança do estilo de vida e restabelecimento da saúde. É possível uma gravidez segura, longe dos riscos, em cerca de 1  ano após a cirurgia.

Mais magra, as funções hormonais se normalizam, e a fertilidade é recuperada. Para saber o momento certo e evitar qualquer risco, é fundamental o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar para orientação da paciente.